terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Timidez

"Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve…

- mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes…

- palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

- que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando…
e um dia me acabarei".

(Cecília Meireles)

Um comentário:

  1. Boa noite Katherine.. que bom ter tua visita tb.. estou a seguir vc e vou adorar poder reler os meus poetas e poetisas favoritos.. e pra não perder o gancho deixo o soneto a ela tb srs

    CECÍLIA MEIRELES

    Poetisa talentosa, que aos nove anos
    Despertou para o mundo da poesia...
    Brindando todos nós seres humanos
    Com palavras repletas de magia;

    Palavras são como ondas nos oceanos;
    Com elas tu fizeste melodia...
    Publicando ainda moça e sem enganos
    O teu primeiro livro, quem diria!...

    Poemas regados por uma beleza
    Incontestável, tal delicadeza
    Que tua alma tão bem soube expressar;

    Cada verso teu tende a nos mostrar...
    Que somos só espectros reais com peles
    Deslumbrantes Cecília Meireles;

    14-06-13 Soneto a poetisa Cecília Meireles

    que seja linda tua noite.. bjs e até smepre

    ResponderExcluir